ANIVERSÁRIO: CITROËN 2CV CHARLESTON

Há 40 anos, em 1980, a Citroën lançava uma Série Especial de 8.000 unidades do seu 2 CV designada “Charleston”.
O Comunicado de Imprensa  afirmava na época, “Para satisfazer os puristas do 2 CV, os faróis são redondos com as respetivas carcaças em vermelho.

”Simultaneamente chic e original, o 2 CV 6 Charleston incorporava o mais elevado patamar de conteúdos e de potência de sempre para um 2 CV. Após o 2 CV Spot de 1976, o 2 CV 6 Charleston dominou o novo fenómeno das séries limitadas.

Com base no nível de equipamento Club, o 2 CV 6 Charleston distingue-se pelos seus revestimentos interiores específicos e os faróis redondos,
à semelhança do 2 CV Spécial.

O sucesso foi tal, que no ano seguinte, em julho de 1981, a série limitada passou a ilimitada, passando a produzir-se em série na fábrica de Levallois e a integrar o catálogo da gama de modelos Citroën.

A versão de produção em série diferia da edição limitada pela adoção de faróis cromados e revestimentos interiores cinza, com decorações em formato de losango.

Inicialmente proposto com uma pintura bicolor Vermelho Delage e Preto, o 2 CV Charleston ver-se-ia, em julho de 1982, complementado por uma versão em Amarelo Hélios e Preto, substituída em Julho do ano seguinte por outra em dois tons Cinza, Nocturne e Cormoran.

A partir de 1988, a produção passou a ser assegurada pela fábrica de Mangualde, em Portugal. Os modelos produzidos nesta unidade são identificáveis pela presença da marca do fabricante de vidros “Covina”, inserida nas diferentes superfícies vidradas do veículo.

A 27 de julho de 1990, às 16h30, saiu das linhas de produção de Mangualde o último 2 CV, uma unidade 2 CV 6 Charleston em Cinza Nocturne e Cinza Cormoran. Foi a unidade nº 5.114. 969, e última, do “2 Cavalos” (“Deuche” para os franceses).