120 anos do Bibendum

 

Não é um modelo ou um motor, mas é umas figuras mais conhecidas do mundo automóvel. Deram-lhe o nome de Bibendum e nasceu há 120 anos.

Imaginado pelos irmãos André e Edouard Michelin e desenhado pelo caricaturista Marius Rossillon, conhecido como “O´Galop”, a sua figura apareceu pela primeira vez em Julho de 1898, num cartaz da marca de pneumáticos, com a frase, em latim, “Nunc est Bibendum” (“Agora é tempo de beber”, verso de um poema de Horácio).

Desenhado tendo por base uma pilha de pneus, pouco tempo depois fez a sua aparição em 3D, no espaço da Michelin no Salão Automóvel de Paris e o êxito de popularidade foi imediato.

A sua carreira internacional começou muito cedo, viajando por todo o mundo, juntamente com as equipas de vendas da marca, para conhecer novos clientes e forjar a reputação da Michelin.

Nenhum continente escapou aos seus encantos, tendo conquistado uma fama ao nível planetário desde a década de 1920. Embora a sua figura actual radique na ideia original, ao longo destes 120 anos a sua forma foi sendo actualizada e a sua popularidade aumentou com o passar dos anos, atestada pelo derradeiro tributo em 2000, quando foi eleito como o melhor ícone de marca de todos os tempos, por um júri de profissionais reunidos pelo jornal Financial Times.