O Mais Bem Preservado

 

Das dezenas de eventos que fazem parte do calendário anual da FIVA (Federação Internacional do Veículo Antigo, de que o CPAA é o representante para Portugal), há dez que todos os anos são seleccionados para a atribuição do prémio “O Mais Bem Preservado”.

Assim aconteceu agora no decorrer do Rali de Regularidade “La Festa Mille Miglia” – que tem lugar no Japão –, onde o título de Automóvel Mais Bem Preservado foi atribuído ao Panhard Dyna X 110/X85, de 1951, propriedade de Yoshinobu Kato.

Numa lista de mais de 100 participantes, com os Bugatti dos anos 20 a abrir – foi aliás um Bugatti T40, de 1928, da dupla Kyoto Takemoto-Junko Takemoto, a vencer o Rali – a FIVA atribuiu o prémio a um modelo “modesto”, mas que mostrou ser o mais estimado.