FIVA – SOLIDARIEDADE COM A UCRÂNIA

Tiddo Bresters, Presidente da FIVA, de que o CPAA é o representante em Portugal, difundiu pelas ANF (Autoridades Nacionais FIVA) o comunicado abaixo transcrito.
—–
Estimados membros,

À medida que gradualmente vamos vendo a pandemia desaparecer no retrovisor, uma nova ameaça surge no horizonte: a guerra.
A própria existência da Ucrânia enquanto estado democrático está sob uma agressão sem precedentes na Europa desde 1945.

Ninguém pode ficar indiferente a esta enorme tragédia humanitária que agora aflige este grande e orgulhosa nação e seus bravos cidadãos. Mas, por favor, sublinhe-se que esta não é uma guerra entre dois povos: a invasão da Ucrânia e a enorme catástrofe que dela resulta, são o produto de uma completa e injustificada decisão autocrática.

Há menos de dois meses, a minha mulher e eu, visitamos Kyiv e Lviv. A ANF local, de seu nome UAC (Ukrainian Automobile Club), recebeu-nos calorosamente. Raras vezes senti tal entusiasmo pela causa da FIVA como na Ucrânia. Isto ficou evidente no papel crucial que o UAC teve ao colocar-nos em contacto com uma organização que pudesse ser ANF russa, a Nasledye

O UAC entende perfeitamente a missão da FIVA: unir pessoas. Para demonstrar a boa cooperação, o UAC, o Nasledye e a ANF na Moldávia (Retromobile Moldova), tiveram uma produtiva videoconferência, com a minha presença. Também ficámos a conhecer a a notável equipa do Grande Prémio de Leopolis, evento que deveria acontecer em Lviv no início de Junho.

Tudo isto está agora em suspenso. Alguns dos nossos importantes parceiros culturais, com a UNESCO em destaque, mas também a ICOMOS (associação de museus) e a organização Europa Nostra, deram a conhecer as suas preocupações quanto às possíveis consequências desta horrífica guerra no que diz respeito à preservação do património cultural em todas as suas formas.

Naturalmente, partilhamos da preocupação no que toca aos muitos e belos veículos históricos que são propriedade dos entusiastas e museus ucranianos. No entanto, enquanto o que está em causa é a sobrevivência de seres humanos, estes são de importância secundária.

Apenas podemos esperar que esta guerra termine em breve. Na medida do possível, continuaremos em contacto com a equipa do UAC. Apelo a todos os membros da FIVA que demonstrem a sua solidariedade com a Ucrânia e o povo ucraniano.

Tiddo Bresters
(Presidente da FIVA)