LEILÕES RETR0MOBILE 2022

Como é habitual, o Salão Retromobile, em Paris, acolhe alguns dos mais importantes leilões de automóveis clássicos e automobilista do ano.

Apesar de não serem os primeiros da temporada, os leilões da Bonham’s e Artcurial são referências para o mercado ao longo do resto do ano.

Em 2022, o catálogo de cada uma das leiloeiros era impressionante, mas os resultados terão, talvez, ficado aquém das expectativas de vendedores e analistas, apesar de alguns resultados bastante surpreendentes.

Bonham’s e o triunfo dos supercarros

Da oferta da Bonham’s constavam vários supercarros modernos que geravam grande expectativa quando ao resultado das suas vendas e, efectivamente, confirmaram-se como as estrelas do leilão e uma surpresa, apesar de já ser conhecida a tendência de subida deste tipo de modelos.

O destaque vai, naturalmente, para o Ferrari LaFerrari de 2014 que ainda atingiu os 2,559,000€, sendo o resultado mais alto do leilão.

Destaque igualmente para o Bugatti EB110 GT, que estabeleceu um novo recorde para o modelo, com um preço de venda de 1,817.000€.

Entre os modelos mais antigos, as atenções recaíam sobre o Porsche 904 GTS que em tempos pertenceu ao actor Robert Redford e que atingiu a soma de 1,345,500€.

Surpresa maior constitui o resultado obtido pelo veterano Pipe Serie E 15cv Four-Cylinder Rear-Entrance Tonneau. O modelo de 1904 triplicou a estimativa mais alta ao fazer bater o martelo aos 759,000€.

No total, a leiloeira realizou 19 milhões de euros com uma concretização de vendas de 83%

Artcurial, com resultados mornos

Os mais de 40 milhões de euros realizados pela Artcurial, são um número que dá uma noção exagerada do sucesso, quando em comparação com a Bonham’s.

Contudo, o catálogo deste ano da leiloeira francesa era muito mais vasto e incluía colecções importantes, que justificam o valor elevado, mas que faziam esperar um maior número de vendas. Em termos de concretização, esteve ao mesmo nível da Bonham’s, com 82% de itens vendidos.

A grande venda deste leilão foi um extraordinário e raro Porsche 907 que correu pela equipa de fábrica, e que levou as licitações até aos 4,420,000€.

Dos vários Ferrari da “Monaco Collection” levados à hasta, o que atingiu valor mais alto foi o F50 vendido por uns notáveis 3,780,000€.

Fazendo jus ao historial, o pequeno Gordini Type 18S guiado por Juan Manuel Fangio alcançou 1,020,000€.

Destaque ainda para o Bugatti Type 37A que ultrapassou os 900,000€.

Provando que a proveniência é tudo, quando se trata de veículos de colecção, registe-se os 473,750€ pagos pela Harley-Davidson Softail Heritage 1340 de 1990 personalizada para Johnny Hallyday.