EVERT LOWMAN NO FIVA HALL OF FAME

A segunda personalidade a ser introduzida no Heritage Hall of Fame da FIVA para o ano de 2022 foi Evert Louwman (nascido em 1940, na Holanda) numa cerimónia realizada na Sala Branca do Paleis Soestdijk (dentro da comuna de Baarn, na Holanda) durante o primeiro dia do Concours d’Elegance, em 26 de Agosto passado.

Com origens que remontam a meados do século XVII, o Paleis Soestdijk é um dos quatro palácios oficiais da Família Real da Holanda. Residência principal da rainha Juliana da Holanda e do príncipe Bernhard de 1937 até sua morte em 2004, o palácio foi adquirido por Louis Bonaparte, rei da Holanda, em 1806.

O cenário foi perfeito para homenagear uma das personalidades automobilísticas mais importantes da Holanda, Evert Louwman. Fundador do Museu Louwman, uma das mais antigas colecções particulares de veículos históricos do mundo, que remonta a 1934 e que agora inclui mais de 275 automóveis de 18 países e mais de 100 fabricantes. Evert Louwman recebeu graciosamente o troféu que simboliza a entrada no prestigioso FIVA Hall of Fame, pelas mãos do presidente da FIVA, Tiddo Bresters (que também é um dos nove membros do júri do Hall of Fame).

Além disso, estiveram presentes na cerimónia Gautam Sen, vice-presidente de comunicações da FIVA e Harit Trivedi, membro da Comissão de Legislação da FIVA e representando a FHVI da Índia, dada a selecção de incríveis carros de origem indiana no Museu Louwman.

O Museu Louwman, projectado pelo proeminente arquitecto Michael Graves, abriga automóveis notáveis ​​que a família Louwman adquiriu ao longo de décadas. O primeiro modelo da colecção, um Dodge 1914, foi adquirido em 1934 pelo pai de Evert, Pieter Louwman, que foi o importador da Dodge para a Holanda.

Em 1969, a colecção de Geerlig Riemer foi adicionada. Riemer também foi o fundador do Instituut voor Autobranche en Management (IVA, ou Instituto de Automação e Gestão) em Driebergen. Portanto, duas gerações da família Louwman contribuíram para fazer deste um dos melhores museus do mundo. É a colecção de automóveis privada mais antiga do mundo aberta ao público.

A força motriz foi, sem dúvida, Evert Louwman, e foi a pessoa que substituiu “seu pai, que começou, passo a passo, a tornar o Museu Louwman naquilo que é hoje”, explicou Tiddo Bresters na cerimónia de 26 de Agosto. “Sem o primeiro Dodge 1914 que o seu pai guardou, o museu provavelmente não existiria. Então, quando honramos Evert, também estamos a honrar o seu pai.

Pieter fundou a Louwman & Parqui em 1923, juntamente com Arie Parqui. Hoje o nome Lowman é conhecido graças ao  museu, mas não podemos esquecer o seu empreendedorismo de muito sucesso na indústria automóvel.”

“Ao longo dos anos, a Louwman & Parqui introduziu muitas marcas no mercado holandês”, explicou Bresters. “Várias delas menos conhecidas, para não dizer obscuras, mas com a Toyota veio o avanço, sob sua liderança. Graças a esse sucesso, a sua paixão por automóveis clássicos pode tomar cada vez mais forma.”

“É uma grande honra induzi-lo ao Hall da Fame do Património FIVA hoje, neste lugar especial e durante este evento maravilhoso e prestigiado, apresentando-lhe o prémio que o acompanha”, concluiu Tiddo Bresters.