EVENTO SOLIDÁRIO OESTE CLÁSSICOS

A primeira Exposição Solidária de Viaturas Clássicas realizou-se entre os dias 23 e 25 de setembro, no Pavilhão Multiusos em Torres Vedras. Com o objetivo de promover a divulgação do património, a cultura automóvel, atrair visitantes a Torres Vedras e apoiar a ação social da Cruz Vermelha Portuguesa, Delegação de Torres Vedras (CVPTV), realizou-se uma exposição e um desfile de viaturas clássicas que contaram com mais de 200 veículos.

O arranque foi dado por José Luís Rufino (em nome individual), que já alimentava esta ideia há algum tempo, tal como os restantes elementos da organização, que são: Daniel Santos (Amor sobre Rodas); Filipa Coelho (Amor sobre Rodas); Hélder Pereira (Gasolina no Sangue) e José Martins Paulino (um veterano nestas coisas dos clássicos).

O objetivo principal era dinamizar a cidade, através de um evento que atraísse pessoas e, em simultâneo, promover a causa social da CVPTV. Em pouco mais de um mês colocou-se de pé este espetacular evento.

A sessão de abertura realizou-se na sexta-feira, pelas 18h e contou com as intervenções do Vereador Francisco Martins, da CMTV; do Presidente da Promotorres, Rui Penetra; de Marta Geraldes, representante da Direção CVPTV e de Hélder Pereira, pela Organização. Também esteve presente o piloto português Pedro Lamy, que apadrinhou esta exposição.

Nos discursos da sessão inaugural destacou-se a iniciativa, a atividade social da CVPTV, o seu campo de ação assim como as dificuldades que enfrenta para apoiar mensalmente 85 famílias no concelho, manter uma equipa de emergência com 25 socorristas, um gabinete de saúde, entre outras atividades para o bem comunitário.

Representando a Organização, Hélder Pereira fez uma breve introdução à Exposição, mencionando o potencial da cultura automóvel como um fator de agregação de pessoas e a sua importância na promoção de causas sociais, como esta, terminando com um agradecimento a todos os que cederam as viaturas, à equipa que tornou possível este evento e a todas as empresas e particulares que, de alguma forma, contribuíram para apoiar a CVPTV.

Estiveram expostas cerca de 140 viaturas, desde automóveis e motos, de todas as décadas do século XX, a camionetas, camiões, viaturas comerciais, viaturas de todo-o-terreno, tratores agrícolas e veículos de uso específico, como carros de bombeiros e viaturas militares. Uma breve descrição e com alguns destaques, colocada à frente de cada veículo, permitia conhece-lo melhor. A grande maioria era de coleções particulares, gentilmente cedidas, destacando-se uma série de automóveis e motos, anteriores à II Guerra Mundial, das coleções de José Mira, Cipriano Antunes, Manuel Marques, Alfredo Simões e Manuel Baptista. O Atelier do Brinquedo, também cedeu quatro expositores com várias miniaturas antigas de automóveis do seu espólio.

Esteve exposto também um Volkswagen Carocha, de 1950, que ainda hoje é carro de utilização diária e que fez no ano de 2019 uma viagem entre Cascais e o Cabo Norte, com o Sr. Joaquim Banha nos comandos. Esta viagem foi também uma homenagem a uma outra, realizada, em 1964, pelo conhecido jornalista e escritor Vasco Callixto (um apaixonado por Torres Vedras e Santa Cruz, onde teve residência), que levou um Opel Kadett, montado na fábrica da General Motors da Azambuja, a tornar-se no primeiro automóvel fabricado em Portugal a chegar ao Cabo Norte.

Destacaram-se também um Willys Jeep, que foi desembarcado em plena II Guerra Mundial, na Normandia, em 1944, pertença de um colecionador privado de Torres Vedras, Pedro Roque, e a primeira ambulância dos Bombeiros de Torres Vedras, um Packard Six que pertenceu à Presidência da República, no tempo do Marechal Carmona, doado em 1936 e que foi a única ambulância dos Bombeiros de Torres Vedras até 1942. Depois, passou para a Seção do Maxial onde se manteve até 1970.

Em 2014 foi alvo de alguns trabalhos de preservação, no quartel, por um grupo da Corporação dos BVTV, no entanto necessita de um restauro total. Seria bom que aparecesse um ou mais mecenas para permitir suportar os custos de um restauro total desta viatura de interesse histórico.

No sábado, dia 24, com partida às 10 horas, realizou-se o desfile pelas ruas da

cidade de Torres Vedras, que permitiu mostrar os veículos de quem se quis untar a nós, mostrar este museu vivo aos transeuntes e convidá-los a visitar a exposição.

A afluência à exposição foi bastante elevada, com destaque para o domingo,

tendo-se contabilizado perto de 10 mil entradas no total dos três dias. A opinião geral, expressa diretamente e nas redes sociais, foi, e está a ser, extremamente positiva e encorajadora para se começar a preparar a segunda edição para 2023. A organização está a ser amplamente elogiada por todos os que visitaram a exposição e participaram no desfile. Existem já diversas entidades que se disponibilizaram para apoiar e vários colecionadores e proprietários de viaturas clássicas que pretender ceder os seus veículos para uma próxima edição.

Na sessão de encerramento, fez-se o balanço geral da afluência, das opiniões recebidas, agradeceu-se a todos os que trabalharam para este evento, com destaque também para os voluntários e voluntárias da CVPTV, havendo ainda o sorteio de um fim-de-semana para duas pessoas em três unidades hoteleiras da Região, para apoiar a Cruz Vermelha Portuguesa.