MUSEU MULLIN FECHA EM FEVEREIRO

O Museu Mullin em Oxnard, Califórnia, lar de dezenas de automóveis franceses, fechará permanentemente em Fevereiro. Esta notícia chega após o falecimento de Peter Mullin, um dos fundadores do museu.

O museu privado, aberto ao público desde 2010, abriga uma coleção impressionante, dedicada ao estilo e design automotivo francês do século XX, apresentando esculturas, artefactos e os melhores automóveis dos mais conceituados mestres construtores de carrocerias franceses, como Talbot-Lago, Delahaye e Bugatti.  Grande parte dos carros do museu vieram da coleção pessoal de Peter, no entanto, os carros emprestados por vários colecionadores também ajudaram a complementar várias exposições impressionantes no museu.

Até ao momento, sabemos que quatro carros mais emblemáticos da coleção farão uma curta viagem até Los Angeles, para serem integrados no Petersen Automotive Museum. É um movimento lógico, já que Mullin foi membro do conselho fundador do museu e uma grande influência na remodelação do Petersen há oito anos. Os quatro carros que serão encontrados em breve no Petersen Museum são o Talbot-Lago T150 CS “Teardrop” de 1937, o Hispano Suiza H6B Dubonnet Xenia de 1938, o Delahaye 165 de 1939 e o Delahaye 145 de 1938.

O museu estará aberto de forma limitada até sábado, 10 de Fevereiro. Visite mullinautomotivemuseum.com para consultar datas e horários de funcionamento.

Fonte: Mullin Automotive Museum