RARO FIAT 500 SPIAGGINA BOANO VENDIDO A 370 MIL EUROS

A história deste pequeno automóvel começou em 1958, quando Gianni Agnelli, ex-presidente da Fiat, encomendou dois carros ao famoso Mario Boano da Carrozzeria Ghia. Agnelli presenteou o segundo ao seu amigo de longa data e colega industrial Onassis – este segundo carro foi perdido na história, e o carro de Agnelli é o único sobrevivente conhecido.

O carro era baseado no chassis do modesto Fiat Nuova 500, mas apresentava carroçaria e interiores totalmente novos, projetados especificamente para transportar Agnelli e os seus convidados pela Villa Leopolda em Villefranche-sur-Mer, França. Estas obras-primas construídas à mão ostentavam uma carroçaria deslumbrante, muitos acabamentos em madeira e um banco traseiro confortável para os passageiros.

 

O carro tornou-se tão icónico pelo seu estilo e charme quanto o próprio Agnelli. Foi destaque na revista Vogue da época, o que desencadeou uma onda de interesse nos carros de praia. Pouco depois, entrou em produção a edição limitada do Fiat 600 Jolly. Mais tarde, muitos outros carros de praia se produziram, como o Citroen Mehari ou o Mini Moke.

Este exemplo permanece no seu estado perfeitamente original, nunca restaurado. Foi exibido pela última vez no Concorso d’Eleganza Villa d’Este em 2018, onde despertou muito interesse.

 

O carro foi vendido no leilão da RM Sotheby’s em Paris, no dia 31 de Janeiro, por 370.625 euros, onde se esperava que este pequeno e único Fiat atingisse uma estimativa entre 270.000 e 290.000 euros.

Saiba mais aqui.

Fonte: RM Sothebys